Custos sociais e financeiros das doenças renais

Os custos da insuficiência renal são crescentes. Em todo o mundo, mais de 1,5 milhão de pessoas estão sendo mantidas vivas através da diálise ou do transplante, e este número tende a dobrar nos próximos 10 anos.

Como consequência do envelhecimento da população mundial, estamos verificando o aumento substancial da hipertensão e do diabetes, os dois principais fatores de risco para a doença renal crônica que têm contribuído para o aumento do número de pacientes com DRC e dos custos associados.

Dados os crescentes custos para a sociedade, governos e autoridades sanitárias necessitam providenciar medidas para as melhores detecção e prevenção da progressão da doença renal crônica. A chave para isto é o rastreamento para a hipertensão, melhora dos testes, e aposta no diagnóstico dos fatores de risco e no tratamento agressivo.

Mais fatos sobre pacientes e custos

*       Levantamentos recentes oriundos dos Estados Unidos estimam que aproximadamente meio milhão de pacientes americanos era tratado para insuficiência renal crônica em 2004 e que em 2010 espera-se o aumento deste número em 40 %.

*       É esperado que o custo cumulativo global da diálise e do transplante ao longo da próxima década supere US$ 1 trilhão. Esta demanda econômica irá consumir orçamentos da saúde nos países desenvolvidos, mas para os países em desenvolvimento é impossível fazer frente a estes custos.

*       Mais de 80% dos pacientes em Terapia Renal Substitutiva (TRS) vivem nos países desenvolvidos, onde o acesso não é limitado. Em países como a Índia e Paquistão, menos de 10% de todos os pacientes com esta necessidade são contemplados com alguma forma de TRS. Em muitos países africanos, há pouco ou nenhum acesso a TRS, significando que muitas pessoas simplesmente morrem.

*       A carga econômico-financeira para os países em desenvolvimento é particularmente severa, porque a DRC geralmente ocorre numa idade precoce. Por exemplo, 40% dos pacientes na Guatemala são menores do que 40 anos. Na China, a economia irá perder US$ 558 bilhões ao longo da próxima década devido aos efeitos em termos de danos e mortes relacionados a doenças cardiovasculares e renais.

Fonte: site do Dia Mundial do Rim - www.worldkidneyday.org (acesso em 04 de Janeiro de 2010).

Responsável: Dirceu Reis da Silva
Sugestões para sgn@sgn.org.br  

Sociedade Gaúcha de Nefrologia
Centro Científico da AMRIGS - Avenida Ipiranga, 5311- sala 101 (das 12 às 18 horas)
Porto Alegre/ RS - CEP: 90610-001
sgn@sgn.org.br - Telefones: (51) 33367720 - 30142087